Novo modelo está previsto para ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem e versão apresentada foi a de cabine dupla, que tem tração 4×4, além de um novo motor diesel 2.3 com dublo turbo e também 190 cv de potência.

Foi apresentado no Salão de São Paulo a nova geração da Pick-up Nissan Frontier, que conta com várias novidades como, por exemplo, recursos inteligentes, que foram desenvolvidos para atender às expectativas dos consumidores. No mercado, o carro está previsto para ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem e versão apresentada foi a de cabine dupla, que tem tração 4×4, além de um novo motor diesel 2.3 com dublo turbo e também 190 cv de potência.

A nova versão tem o design mais robusto, potente, além da estrutura resistente, que conta com um chassi reforçado. Além disso, a Pick-up 8 barras transversais e grade com o tradicional formato “V Motion”. A parte interna da nova geração também ganhou mudança em relação às versões anteriores como, por exemplo, o aumento da altura do interior da cabine e também o espaço entre a cabeça e o teto do carro, proporcionando mais conforto para os passageiros. A fim de fornecer praticidade, os bancos os bancos traseiros são dobráveis, sendo ideal para guardar ferramentas.

Entre outros diferenciais da nova geração destacam-se as três tomadas 12v, conexão para iPod, suporte para copos, controle de áudio diretamente no volante, além do moderno sistema multimídia. Além disso, as novas Pick-up Nissan Frontier têm sistemas inéditos de segurança como o controle automático de descida e o sistema de auxílio de partida em rampa. Ambos agem nos freios do carro, para fornecer o controle necessário e, assim, evitar sustos em locais mais íngremes, por exemplo.

O carro tem limitador de carga, além de ajuste de altura para os cintos de segurança, luz de freio de LED, sensor de estacionamento, entre outros itens. A marca japonesa equipou as novas gerações com um potente motor 2.3 turbodiesel, que consegue chegar a 190 cavalos, além de 450 Nm de torque, fornecendo um consumo eficiente e equilibrado.

Para controlar a aderência dos pneus no sono, os novos carros desenvolvidos têm o sistema ABS do freio com assistência de frenagem, que proporciona a força adequada para cada roda. Entre outros destaques tem a trava de segurança para as crianças nas portas traseiras e também o alarme com imobilizador.

Por Babi

Nissan Frontier 2017


Conheça os tipos de carros harches, sedans, cupês, SUVs, Crossovers e minivans.

Na hora de comprar ou trocar o seu carro, fatores como o modelo, a cor e o tipo mais adequado são os que primeiro vêm à mente, não é mesmo? Todavia, pensar na segurança, no conforto e na economia que esse veículo irá te proporcionar também são pensamentos que devem influenciar a sua escolha. Sem contar que o estilo do carro deverá refletir quem você é.

No caso dos modelos de carros hatches, o que se prima é pela economia da categoria. Com dois volumes, subdivididos na parte dianteira em que se aloca o motor e a cabine em que ficam seus passageiros e o porta-malas. Para pessoas que gostam de liberdade e que usam o carro de maneira urbana e constante, os hatches são a opção ideal. Como é o caso do modelo Ônix, que se inclui nesse grupo.

Os carros sedans são aqueles com três compartimentos, ou seja, a parte em que está o motor, a cabine dos passageiros e a parte traseira dedicada ao porta-malas. Mais espaçoso e mais potente do que o hatch, o sedan pode ser compacto, médio ou grande. Assim, para os que gostam de velocidade e conforto no seu cotidiano, o carro do tipo sedan é o mais indicado, como é o casso do sedan Classic da Chevrolet.

O modelo cupê não deixa de ser um tipo de sedan, todavia, é bem mais esportivo, tem dois lugares, seu teto é mais rebaixado e o seu porta-malas é mais curto. Para quem é estiloso e diferenciado e quer ver isso refletido em seu carro, mas também prima por alta performance e segurança, esse modelo o representa muito bem. A sugestão para esse carro é o Camaro da Chevrolet.

O “sport utility vehicle” – SUV em inglês, que em bom português significa “veículo utilitário esportivo”, se parece com uma camionete com suas trações nas quatro rodas, robustez e bom desempenho em diferentes tipos de solo. Por dentro, parece-se mais com os carros mais tradicionais. Para famílias aventureiras, mas que não abrem mão da segurança e do conforto, o Trailblazer é indicado como um dos modelos SUV da Chevrolet.

Os carros da categoria Crossover são aqueles que contêm a base da carroceria de um carro de passeio, com características de um SUV, com espaço interno diferenciado, altura e tamanho dos pneus também diferenciados. Para a cidade e para o campo, para os aventureiros, o Chevrolet Captiva é uma ótima sugestão de compra de seu crossover.

Evoluindo das vans, kombis ou “peruas”, as minivans são mais espaçosas e mais altas do que os modelos hatches e sedans, mas menores do que as vans tradicionais. Confortáveis, são adequadas para quem tem muitos amigos ou família muito grande e está sempre com eles. O Spin da Chevrolet, por exemplo, leva até sete passageiros.

Por Flávia Alves Figueirêdo Souza

Chevrolet Onix

Chevrolet Classic

Chevrolet Camaro

Chevrolet Trailblazer

Chevrolet Captiva

Chevrolet Spin

Fotos: Divulgação


Sete veículos serão oferecidos no Leilão virtual da Receita Federal.

Já pensou em comprar veículos através de um leilão virtual? Nesta quarta-feira, dia 16, você poderá participar de um, promovido pela Receita Federal. Serão disponibilizados sete veículos que foram abandonados ou apreendidos em ações realizadas pelo órgão. Entre as possíveis aquisições estão: uma van, dois micro-ônibus, além de quatro carros de passeio. Todos os veículos serão repassados da mesma forma em que foram encontrados, ou seja, não haverá nenhum tipo de manutenção antes de chegar às mãos dos novos donos.

Quem pode participar?

Se você ficou interessado na oportunidade, saiba que podem participar do leilão empresas e consumidores de toda parte do país. Os lances iniciais têm valores que variam de R$ 5 mil (como é o caso de um Ford Fiesta, 2006) a R$ 18 mil (valor orçado, por exemplo, para o micro-ônibus Ford Transit, 2010). Para conhecer a lista com os veículos que se encontram à venda e verificar a sua preferência, basta consultar o site da Receita. O endereço é http://zip.net/bwrg1g.

Como funciona o leilão?

Vamos ao passo a passo para entender como funciona o leilão virtual de veículos? Primeiro é necessário ser portador de um certificado digital válido, que é uma espécie de CPF ou CNPJ de caráter eletrônico. Somente com este certificado é possível fazer alguma proposta. Para adquirir este registro, acesse o link dos Correios: http://zip.net/bkqtZT.

Na sequência, o candidato à compra se direciona ao Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (eCAC), através do site http://zip.net/bxp7kj. Lá, estará disponível a opção intitulada "Sistema de Leilão Eletrônico". Logo depois de identificada esta etapa, clique na opção selecionar o edital de Leilão nº 430100/0001/2016 e selecione “Incluir Proposta”.

As propostas classificadas farão parte de uma sessão pública de lances, que ocorrerá às 10h, desta quarta-feira, dia 16.

Onde retiro o automóvel?

Caso o seu lance for responsável pela aquisição de algum dos veículos anunciados, fique atento. Uma observação importante é que após a realização do leilão, os compradores deverão buscar os veículos, que se encontram alocados no depósito Santo Amaro, em Recife, Pernambuco. O endereço é Avenida da Saudade, 314. Informações pelos telefones: (81) 3316-3840 e (81) 3316-3765.

Boa sorte!

Por Erica Cristina Gomes

 

Receita Federal


Percentual de queda nas vendas registrado em 2015 não era alcançado desde o ano de 2007.

Desde o ano de 2013 a venda de carros novos está em declínio, e no ano de 2015 a queda nas vendas chegou a 26,5%. Tal percentual não era alcançado desde o ano de 2007.

Nesse levantamento está incluída a venda de carros, caminhões e ônibus zero km. A venda de motos não está contabilizada nesse percentual.

Em 2013 ocorreram 3.497.810 emplacamentos, em 2014 houve um queda de 7,15% sobre esse total e em 2015 novamente houve queda de 26,55% em relação ao número de emplacamentos do ano de 2014.

No ano de 2015 foram emplacados 2.569.014 veículos, sendo que entre os anos de 2009 e 2014 o total de emplacamentos não esteve abaixo de 3.000.000. O ano com o maior número de emplacamentos foi em 2012, quando se alcançou o ápice de 3.801.808 veículos emplacados.

Fatores como a crise política, o aumento do número de desempregados, a baixa do PIB e a alta do dólar foram os principais motivos para tamanha queda de vendas em 2015.

Em decorrência do declínio de vendas do setor, acarretaram no corte de 32 mil empregos e 1.047 concessionárias.

O setor de ônibus e caminhões foram o que mais sofreram impacto no ano de 2015. As vendas de ônibus caíram 36,5% totalizando 20.323 unidades, as vendas de caminhões diminuíram quase que pela metade com 71.787 unidades, representando uma queda de 47,6%.

O setor de motos foi o que menos sofreu impacto com queda de 11%, caindo de 1.429.929 unidades em 2014 para 1.273.250 unidades para 2015.

A perspectiva para 2016 não é das melhores, segundo a Fenabrave deve ocorrer nova queda, agora de 5,9% para o setor de automóveis. Para caminhões e ônibus, a expectativa da Fenabrave é queda de 2,8% para 2016.

Ainda não foram divulgados os indicadores de vendas de carros usados, mas o presidente da Fenabrave já adianta que houve crescimento no segundo semestre de 2015.                        

Por Jean Fretta Pereira

Vendas de carros

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: