Confira aqui o preço e as principais novidades presentes no Novo Ford Edge.

Um pouco atrasado, mas finalmente o mercado brasileiro pode assistir o lançamento do novo Ford Edge. A segunda geração do Edge está vindo importado do Canadá em uma única versão topo da linha Titanium, com uma potência no motor de 3.5 V6 e o preço um pouco alto, mas tabelado, de R$ 229.900.

A primeira geração do crossover chegou ao Brasil em 2008 e no seu segundo lançamento em nova plataforma mostra maior quantidade de elementos do Fusion. Ele tem agora 8 airbags, um foi instalado no porta-luvas do carro, para proteção dos passageiros. Além disso, agora o carro possui cintos laterais na parte traseira infláveis, tornando-se o primeiro carro no Brasil a mostrar tal recurso.

O novo utilitário também destaca-se por apresentar tecnologias de auxílio ao condutor, a exemplo da câmera dianteira de 180 graus, do piloto automático (que é adaptado com alerta de colisão) e do sistema para permanecer na faixa (o condutor vai sentir a direção vibrar se o carro sair da faixa).

Mas não para por aí o prazer de rodar com essa máquina, agora dá para desfrutar a nova direção elétrica e dá para mudar a relação se houver necessidade, por conta do assistente dinâmico de direção. Para auxiliar, a direção conta ainda com controle de rolagem nas curvas, tração de 4WD (que controla a estabilidade) e motor V6 de 3.5. Além de todas essas tecnologias, o Edge possui chave que dá para programar e limitar algumas funções do carro (a exemplo do manobrista).

A Ford pensou em tudo para mimar seus clientes, até o porta-malas ganhou um item para facilitar quando estiver com as mãos ocupadas, basta passar o pé sob o para-choque traseiro que o porta-malas abre. A Ford equipou o possante com sistema de vaga automático, podendo funcionar em vagas paralelas e perpendiculares e ainda faz entrada e saída da vaga.

Os passageiros que estão no assento traseiro vão desfrutar dessas tecnologias com duas telas de DVD nos encostos de cabeça da frente, esse item é opcional por R$ 5.000. E se quiser mais modernidades o teto solar panorâmico é mais um opcional, por R$ 5.000.

Ruth Galvão de Andrade


Novo veículo será o 1.0 mais potente a ser comercializado no Brasil.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Ford fez o anúncio oficial nessa última quarta-feira, dia 25 de maio de 2016, a respeito do lançamento do propulsor 1.0 Ecoboost aqui no Brasil. Este motor é composto por turbocompressor e três cilindros, sendo que ele possui a capacidade de produzir uma potência de 125 cavalos quando abastecido com gasolina, porém, convém ressaltar que este propulsor não será disponibilizado aqui no país na versão flex. Com essa configuração, esse novo motor da Ford será atualmente o 1.0 mais possante comercializado no país, inclusive superando até mesmo os 105 cavalos produzidos pelos motores utilizados no Hyundai HB20 Turbo, bem como do Volkswagen UP! TS!, ambos na versão flex.

Inicialmente esse novo propulsor da Ford será utilizado pela fabricante no New Fiesta, sendo que neste veículo ele irá trabalhar em conjunto com o câmbio automatizado Powershift, o qual atualmente é utilizado com o propulsor Sigma tetra-cilíndrico.

Apesar de a Ford não confirmar os boatos a respeito de que este motor será utilizado na série topo de linha do New Fiesta, a Titanium, muitos já arriscam em dizer que essa informação é verídica, haja vista que o modelo já foi inclusive flagrado em alguns testes com esse novo motor.

Segundo os dados estatísticos da própria fabricante, este novo motor batizado com o nome de EcoBoost possui a capacidade de produzir uma economia de até 20% a mais que os outros modelos, além de conseguir uma redução de até 15% nos níveis de emissão de gás carbônico.

De acordo com as estimativas da Ford, o New Fiesta equipado com este novo motor chegará às concessionárias da marca no próximo mês de julho, contudo, até o momento, a empresa não fez a divulgação de quais serão os valores de mercado desse grande lançamento. Atualmente a versão Titanium vem de série equipada com o propulsor 1.6.

Com relação à potência, a fabricante relata que tanto o modelo Sigma 1.6 quanto o novo 1.6 Ecobooster são capazes de produzir a mesma potência, todavia o turbo faz com que o veículo consiga acelerar de 0 a 100 Km/h na incrível marca de 9,6 segundos, enquanto o 1.6 consegue chegar nessa mesma velocidade em 12,1 segundos, vale ressaltar que essa mensuração foi realizada com veículo equipado com câmbio automatizado.





CONTINUE NAVEGANDO: