Novo tipo de seguro é 30% mais barato que o convencional e será ofertado pela Azul.

O Seguro Auto Popular, uma espécie de seguro mais barato de veículos no Brasil, que foi regulamento em abril, está bastante próximo de virar realidade. Após algumas mudanças nas regras, é esperado que esta modalidade comece a ser oferecida ainda neste mês de dezembro, sendo que a Azul deve ser a primeira a oferecer o produto.

Um dos principais destaques do Seguro Auto Popular é o preço em conta: tal modalidade pode ser até 30% mais barata que a tradicional. Com a tendência de adesão em massa a tal seguro, outras empresas já se mostram interessadas na oferta de tal produto.

O preço menor desse seguro é resultado, em grande parte, da utilização de peças originadas de desmanches regularizados ou até mesmo as chamadas “peças genéricas”, que são feitas levando em consideração as mesmas especificações das originais. A exceção quanto a “peças genéricas” está justamente nos itens de segurança do automóvel.

Em relação ao Seguro Auto Popular oferecido pela Azul, saiba que o mesmo é destinado apenas aos veículos com, pelo menos, 5 anos. Esse é um pedido das seguradoras, haja vista as fabricantes oferecerem garantias para as principais peças do automóvel por até 5 anos.

Como já destacado, o Seguro Auto Popular teve mudanças nas regras recentemente. Com isso, a nova edição desta modalidade optou por aliviar os custos na parte dos consertos e peças de reposição, sendo que anteriormente eram retiradas as coberturas para baixar o preço do seguro.

Como destacado anteriormente nesta matéria, em contrapartida aos seguros tradicionais, nesta modalidade é permitido o conserto através de peças usadas ou recondicionadas, sendo que as mesmas devem ser obtidas através de empresas de desmontagem devidamente credenciadas por meio da lei 12.977.

Outra mudança importante nas regras do Seguro Auto Popular diz respeito à cobertura mínima que deverá ter indenização por danos causados ao veículo por colisão, sendo que os danos parciais também deverão ser incluídos no pacote. Dessa forma, pacotes com apenas a indenização estão vetados.

Além disso, da mesma forma que no modelo de 2005 do Seguro Auto Popular, também é possível escolher uma indenização por valor determinado. Portanto, o cliente pode optar por um número estipulado na hora do contrato. O cliente não fica restrito apenas a esta opção, pois a modalidade mais comum nos seguros normais, aquela que leva em consideração o valor de mercado, também estará disponível.

Por Bruno Henrique


Novo modelo está previsto para ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem e versão apresentada foi a de cabine dupla, que tem tração 4×4, além de um novo motor diesel 2.3 com dublo turbo e também 190 cv de potência.

Foi apresentado no Salão de São Paulo a nova geração da Pick-up Nissan Frontier, que conta com várias novidades como, por exemplo, recursos inteligentes, que foram desenvolvidos para atender às expectativas dos consumidores. No mercado, o carro está previsto para ser lançado no primeiro trimestre do ano que vem e versão apresentada foi a de cabine dupla, que tem tração 4×4, além de um novo motor diesel 2.3 com dublo turbo e também 190 cv de potência.

A nova versão tem o design mais robusto, potente, além da estrutura resistente, que conta com um chassi reforçado. Além disso, a Pick-up 8 barras transversais e grade com o tradicional formato “V Motion”. A parte interna da nova geração também ganhou mudança em relação às versões anteriores como, por exemplo, o aumento da altura do interior da cabine e também o espaço entre a cabeça e o teto do carro, proporcionando mais conforto para os passageiros. A fim de fornecer praticidade, os bancos os bancos traseiros são dobráveis, sendo ideal para guardar ferramentas.

Entre outros diferenciais da nova geração destacam-se as três tomadas 12v, conexão para iPod, suporte para copos, controle de áudio diretamente no volante, além do moderno sistema multimídia. Além disso, as novas Pick-up Nissan Frontier têm sistemas inéditos de segurança como o controle automático de descida e o sistema de auxílio de partida em rampa. Ambos agem nos freios do carro, para fornecer o controle necessário e, assim, evitar sustos em locais mais íngremes, por exemplo.

O carro tem limitador de carga, além de ajuste de altura para os cintos de segurança, luz de freio de LED, sensor de estacionamento, entre outros itens. A marca japonesa equipou as novas gerações com um potente motor 2.3 turbodiesel, que consegue chegar a 190 cavalos, além de 450 Nm de torque, fornecendo um consumo eficiente e equilibrado.

Para controlar a aderência dos pneus no sono, os novos carros desenvolvidos têm o sistema ABS do freio com assistência de frenagem, que proporciona a força adequada para cada roda. Entre outros destaques tem a trava de segurança para as crianças nas portas traseiras e também o alarme com imobilizador.

Por Babi

Nissan Frontier 2017


O modelo será comercializado a partir de janeiro de 2017 pela própria Hyundai Motor Brasil.

A montadora sul-coreana Hyundai apresentou na última terça-feira, dia 8 de novembro, as suas atrações no Salão do Automóvel em São Paulo e pela primeira vez o Creta, seu SUV compacto, foi apresentado ao público do Brasil. O modelo será comercializado a partir de janeiro de 2017 pela própria Hyundai Motor Brasil, a mesma que é responsável pela fabricação do modelo HB20 em Piracicaba (SP).

O Hyundai Creta contará com motorizações de 1.6 com 130 cv e outro com 2.0 que gera 166 cavalos. Acoplado a um câmbio automático para o 2.0 e manual para o 1.6, ambos com 6 velocidades. A Hyundai não informou nada a respeito dos valores ou das versões do modelo, somente confirmou que o mesmo concorrerá com praticamente todas as versões de seus concorrentes principais, por exemplo, o Honda HR-V. O modelo tem como objetivo se posicionar na terceira colocação deste segmento.

Adaptação na fábrica:

Para fabricar o Hyundai Creta, a unidade da montadora na cidade de Piracicaba teve que adaptar sua estrutura, o que teve um investimento de 130 milhões de dólares. A linha do Creta é exatamente a mesma dos compactos, apesar deste lançamento utilizar plataforma do Elantra, o qual não é fabricado no Brasil.

Não foi alterada a capacidade de produção, e continua batendo as 180 mil unidades anuais. A única mudança foi que a demanda das versões do HB20 diminuiu, e desta forma a empresa conseguiu organizar novamente a produção com um novo modelo em sua linha.

A Caoa, que é responsável por todas as Hyundai no Brasil, contam com o Elantra e com o Tucson como novidade.

Ao mesmo tempo em que o sedã recebe uma geração nova, melhoria no pacote de itens e com novo desenho, o SUV vem para coexistir com as duas gerações passadas.

A Hyundai informou que a produção da primeira versão do Tucson, lançado em 2005 e também do ix35, lançado no ano de 2011 continuam de forma normal.

De acordo com o diretor de engenharia e produto, Marcio Alfonso a montadora consegue produzir as três linhas sem maiores problemas.

O Tucson novo será colocado logo acima dos dois, porém abaixo do Hyundai Santa Fe.

Por Filipe Silva

Hyundai Creta

Hyundai Creta

 


Modelo será o primeiro do Brasil a não ter pedal de embreagem.

O JAC T5, que começou a ser vendido em março deste ano, custando em média 66 mil reais, conta com o motor 1.5 L6 V, com 127 cavalos de potência, além contar com um câmbio manual de 6 marchas. A versão com câmbio automático (CVT) foi lançada em agosto, custando 72 mil. O modelo promete ser o primeiro no Brasil a dispensar o pedal da embreagem. O carro pode contar também com bancos de couro, sistema multimídia de 7 polegadas, câmera de ré, sensor de estacionamento, além de lanternas em LED, ar-condicionado digital e faróis diurnos.

De acordo com a ficha técnica (do site oficial da Jac Motors Brasil), o automóvel pode também ser equipado com 4 alto falantes e 2 tweeters. Além disso, o veículo deve ter entrada USB; conexão Bluetooth; vidros elétricos; kit multimídia com tela de 8 polegadas; computador de bordo; porta copos; porta óculos; cinzeiro; rack de teto; antena impressa no parabrisa; banco do motorista com ajuste de altura; acendedor de cigarros; retrovisor interno antiofuscante; lâmpadas halógenas; alça de segurança dianteira e traseira; brake light; espelhos retrovisores elétricos com repetidor de direção; chave canivete; desembaçador traseiro; chave com destravamento remoto das portas do porta-malas; travas elétricas; alarme antifurto; travamento automático das portas à 15km/h; freios ABS com EBD; vidro antiesmagamento; airbag duplo frontal; barras de proteção lateral nas portas; cinto de segurança com 3 pontos; aviso de cinto não acoplado e chave com destravamento remoto.

O modelo possui dimensões de 1.765 mm de largura, 1.625 mm de altura, 4.325 mm de comprimento e 2.560 mm entre eixos. O peso em ordem de marcha é de 1.210 kg, o porta-malas tem capacidade para até 600 litros e o tanque possuir capacidade para 41 litros de combustível.

A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 10,8 segundos, chegando à velocidade máxima de 194 km/h.

O modelo chinês, que concorre diretamente com carros como a EcoSport e o Renault Duster, tem sido bem avaliado, deixando a desejar em detalhes, como a troca de marcha. Se você não imagina um automóvel sem o pedal da embreagem, aguarde o lançamento dessa novidade no JAC T5.


A versão irá contar com câmera de ré direto da fábrica.

A montadora Hyundai realizou um anúncio na segunda-feira, dia 18 de julho, que irá lançar a série limitada Ocean para os modelos HB20 e o sedã HB20S. A edição será limitada em 6 mil unidades e é baseado na configuração o preço mais elevado do modelo, a intermediária Comfort Plus.

A versão irá contar com câmera de ré direto da fábrica, além disso, terá bancos de couro, nas configurações comuns do modelo. A câmera será oferecida como acessório e terá de ser montada diretamente na concessionária.

A série estará equipada com um motor de 1600 cc (1.6) e também será oferecido o propulsor 1.0, mas somente para o hatch. Para os veículos com motorização 1.6 o conjunto poderá ser combinado com câmbio automático ou manual.

Com relação às cores, as opções disponíveis para a carroceria serão branco sólido, azul perolizado e duas cores de prata metálico. A primeira cor é a única pintura que não será cobrado nenhum valor a mais.

Abaixo é possível conferir os valores das respectivas versões:

– HB20 Ocean 1.0 com câmbio manual – R$ 49.755 (A pintura perolada ou metalizada custa R$ 1.100 a mais, e a cor metálica Prata Sand, R$ 500)

– HB20 Ocean 1.6 com câmbio manual – R$ 56.555 (A pintura perolada ou metalizada a cor metálica Prata Sand, custarão os mesmos valores da versão HB20 Ocean 1.0)

– HB20S Ocean 1.6 com câmbio manual – R$ 60.185

– HB20 Ocean 1.6 com transmissão automática – R$ 61.055

– HB20 Ocean 1.6 com transmissão automática – R$ 64.685

A câmera de ré, que será um item de “fábrica” é integrada à central de multimídia BlueMedia, que não faz parte da série, mas é comercializada como opcional apenas para as versões Premium. O aparelho também realiza o espelhamento de smartphones das marcas LG e Samsung, além de ser compatível com o sistema Apple CarPlay, o qual permite levar os recursos do celular da Apple (iPhone) à tela de 7 polegadas da central de entretenimento.

Na aparência, a série vem com as mudanças da versão Comfort Plus, com uma grade nova grade com acabamento em preto brilhante e com borda cromada. Terá um emblema exclusivo para a edição no paralama, que será um grafisco que lembra o encontro das águas, da mesma forma que o Calçadão de Copacabana e o nome Ocean.

Por Filipe Silva

Hyundai HB20 Ocean

Hyundai HB20 Ocean

Fotos: Divulgação


Modelo chega às concessionárias italianas custando cerca de 20 mil euros.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Fiat, após ter lançado o Fiat Qubo há cerca de oito anos no mercado italiano, acabou de fazer a estreia da sua versão 2016 com algumas novidades no seu visual. No mercado italiano, o Qubo será disponibilizado aos consumidores em três versões distintas de acabamento, sendo estas denominadas: Easy, Lounge e Trekking. Para aqueles que ainda não conhecem este veículo da Fiat, que é produzido no continente europeu, ele nada mais é do que uma minivan, nessa nova versão o Qubo será comercializado com preços que variam entre 13.950 euros e 20.200 euros.

Com relação à estética, o novo Qubo 2016 teve parte de suas linhas retiradas da conhecida picape Toro, sendo que o veículo foi contemplado com para-choques redesenhados, novo formato nos faróis e neblina, nova grade frontal, bem como nova tampa no porta-malas, o qual possui um detalhe horizontal na cor preta. Outra grande novidade trazida pelo Fiat Qubo é a presença de lindas rodas de liga-leve nos tamanhos 15 e 16 polegadas.

Já na parte interna, as novidades trazidas pelo modelo ficaram por conta da presença de um novo volante, novo grafismo no painel de instrumentos, novo sistema de entretenimento dotado de tela sensível o toque no tamanho de cinco polegadas e navegador. Na cabine, o Qubo oferta aos proprietários 16 tipos de configurações distintas de assento, a capacidade de ampliar o porta-malas do veículo, podendo chegar a 2.500 litros, caso os bancos sejam rebatidos, sem o rebatimento dos assentos o compartimento possui uma capacidade de 300 litros.

Os propulsores disponibilizados para este novo modelo da Fiat são o 1.4 litro Fire (movido a gasolina, com potência máxima de 77 cavalos), o 1.4 litro Natural Power (movido à gás natural e com potência máxima de 70 cavalos), o 1.3 litro Multijet Turbodiesel (de 80 cavalos) e o 1.3 litro Multijet Turbodiesel (de 95 cavalos de potência). Todas as configurações do Qubo são disponibilizadas ao consumidor com câmbio de cinco marchas nas versões manual ou Dualogic.

Dentre os acessórios, a versão topo de linha do Qubo oferta airbags laterais e frontais, freios ABS com sistema de controle de estabilidade, assistente de partida em declives, trio elétrico, ar-condicionado, sistema de som com CD/MP3, acabamento interno integralmente confeccionado em couro, controle de cruzeiro, dentre outros.

Por Adriano Oliveira


4ª Geração do Carro Híbrido chegará ao país custando R$ 119 mil.

A Toyota vai lançar no mercado brasileiro nesta quarta, dia 08 de junho, o novo Prius. O objetivo da montadora é fazer com que o conceito de automóvel híbrido seja “abraçado” pelos consumidores. Desta maneira, a Toyota tentou manter o custo do veículo muito próximo do que era praticado, sendo que a versão única ficará no preço de R$ 119.950. Isso vai de encontro com que foi realizado com o SW4 e a Hilux, que tiveram aumento significativo dos preços.

O novo Prius vai chegar com sete opções de cores na venda, sendo elas: preto, branco, cinza, prata, azul e o vermelho.

Os itens de série

O carro contará com rodas de liga leve com aro 15, sete airbags, alarme, controle de estabilidade e tração, faróis de neblina e lanternas em LED, portas que destravam através de sensor de proximidade da chave, bancos em couro sintético, volante multifuncional em couro, tela touchscreen de 7 polegadas, TV Digital, GPS, câmera de ré, conexão para bluetooth e cabo USB, rádio, CD, carregador para celulares, entre outros.

Ecologicamente correto

Esse é o grande objetivo do novo Prius e tenta conseguir êxito com o seu motor 1.8 movido a gasolina. O propulsor é de ciclo Atkinson e apresenta um comando variável de válvulas. O conjunto foi recalibrado para que se tornasse ligeiramente menos forte. A sua configuração fica com 98 cavalos de potência com 5.600 rpm e 14,2 kgfm de torque com 3.600 rotações por minuto.

O bloco vai trabalhar ao lado de um motor elétrico com potência de 72 cavalos e torque de 16,6 kgfm. Com isso, a potência fica num total de 123 cavalos. A Toyota aponta que o consumo ficará 20% melhor em comparação com a versão anterior. De acordo com o Inmetro em seu Programa de Etiquetagem, o Prius se encontra na primeira colocação com média de consumo que fica de 18,9 km/l na cidade e 17 km/l na estrada.

O modelo vai chegar com uma transmissão CVT, mas ainda com a manopla no formato de controle de videogames e os freios que também continuam regenerativos.

Tecnologia

O Prius apresenta o seu computador de bordo com um display de 4,2 polegadas. Nele, o motorista conseguirá fazer ajustes, como o modo Eco Wallet, por exemplo, onde você vai conseguir observar o tempo de uso no modo totalmente elétrico e a economia de combustível que ocorreu com a ajuda da bateria feita de níquel.

O veículo, em um primeiro momento, terá a sua importação do Japão, mas há uma chance mínima que ele seja nacionalizado no ano de 2018. 


Modelo deve retornar ao país todo repaginado. Previsão é que o modelo seja apresentado ainda este mês em um Festival no Reino Unido.

Um novo carro, porém, que já esteve no mercado há alguns aos atrás está de volta. Certamente, os leitores e conhecedores mais assíduos de automotores identificarão o carro apenas pelas características iniciais que citaremos.

Primeiramente, cabe ressaltar que falaremos de um carinho que, quando foi lançado em anos anteriores, era quadrado, não possuía muita potência, seu nome era hilário e agradava há poucas pessoas com seu estilo mais, digamos, antiquado. Ah!, além disso, esse carrinho que citamos era fabricado pela Renault Motors.

Pois bem, para aqueles que pensaram no Twingo, acertaram de forma brilhante. Meus caros, ele está de volta e agora veio com tudo.

Com o visual totalmente modificado, nada lembra aquele Twingo antigo e quadrado. Diga-se de passagem, o Novo Twingo muito lembra o Fiat 500.

Algo que muito chama atenção nessa nova versão do carro da Renault é o seu motor 0.9. Isso mesmo, 0.9, meus amigos. Apesar de teoricamente ser inferior ao carro 1.0, esse motor gera 110 cv de potência máxima, o que chega a ser surpreendente. Porém, é importante destacar que a versão com 110 cv será a “RS”, uma versão mais esportiva do modelo. O carro normal conta com potência de 90 cv, o que haja vista as pequenas proporções do veículo, tende a atender às necessidades de utilização do motor. Além de uma potência um pouco mais avantajada, a versão esportiva conta com tração traseira, fato que não é muito comum.

Apesar de suas pequenas dimensões, o carrinho da Renault, na versão RS, conta com rodas de liga leve aro 17, canos de descarga em dose dupla, além de uma faixa preta que passa todo o teto do carro, que pode ser encontrado nas cores branco, cinza, preto e laranja.

Creio que os leitores e os apaixonados pelo veículo da montadora francesa já ficaram ansiosos para saber quando o Renault Twingo em suas mais diversas versões chega ao mercado brasileiro. Segundo informações, o modelo deve ser apresentado no final deste mês em um Festival no Reino Unido.

Até lá, devemos aguardar pelos anúncios de fotos da parte interna do veículo, haja vista a Renault não ter disponibilizado essas imagens em sua chamada de lançamento.

RAQUEL ALICE MOREIRA


Novo veículo será o 1.0 mais potente a ser comercializado no Brasil.

A grande e renomada fabricante de veículos automotores Ford fez o anúncio oficial nessa última quarta-feira, dia 25 de maio de 2016, a respeito do lançamento do propulsor 1.0 Ecoboost aqui no Brasil. Este motor é composto por turbocompressor e três cilindros, sendo que ele possui a capacidade de produzir uma potência de 125 cavalos quando abastecido com gasolina, porém, convém ressaltar que este propulsor não será disponibilizado aqui no país na versão flex. Com essa configuração, esse novo motor da Ford será atualmente o 1.0 mais possante comercializado no país, inclusive superando até mesmo os 105 cavalos produzidos pelos motores utilizados no Hyundai HB20 Turbo, bem como do Volkswagen UP! TS!, ambos na versão flex.

Inicialmente esse novo propulsor da Ford será utilizado pela fabricante no New Fiesta, sendo que neste veículo ele irá trabalhar em conjunto com o câmbio automatizado Powershift, o qual atualmente é utilizado com o propulsor Sigma tetra-cilíndrico.

Apesar de a Ford não confirmar os boatos a respeito de que este motor será utilizado na série topo de linha do New Fiesta, a Titanium, muitos já arriscam em dizer que essa informação é verídica, haja vista que o modelo já foi inclusive flagrado em alguns testes com esse novo motor.

Segundo os dados estatísticos da própria fabricante, este novo motor batizado com o nome de EcoBoost possui a capacidade de produzir uma economia de até 20% a mais que os outros modelos, além de conseguir uma redução de até 15% nos níveis de emissão de gás carbônico.

De acordo com as estimativas da Ford, o New Fiesta equipado com este novo motor chegará às concessionárias da marca no próximo mês de julho, contudo, até o momento, a empresa não fez a divulgação de quais serão os valores de mercado desse grande lançamento. Atualmente a versão Titanium vem de série equipada com o propulsor 1.6.

Com relação à potência, a fabricante relata que tanto o modelo Sigma 1.6 quanto o novo 1.6 Ecobooster são capazes de produzir a mesma potência, todavia o turbo faz com que o veículo consiga acelerar de 0 a 100 Km/h na incrível marca de 9,6 segundos, enquanto o 1.6 consegue chegar nessa mesma velocidade em 12,1 segundos, vale ressaltar que essa mensuração foi realizada com veículo equipado com câmbio automatizado.


Montadora irá abrir uma fábrica em Goianésia. Investimentos da empresa chinesa no país devem chegar a R$ 150 milhões.

Nos últimos anos, diversas empresas estrangeiras do setor automobilístico estão se inserindo no Brasil, a fim de buscar a expansão dos seus negócios em um mercado promissor. É neste contexto que a fabricante de automóveis Zotye é mais uma que está entrando no país para comercializar os seus veículos. Esta empresa até então pouco conhecida por aqui, já assinou um termo de compromisso com o Governo do Estado de Goiás, termo este que versa a respeito da construção de uma fábrica de unidade no estado, mais especificamente na cidade de Goianésia, cidade interiorana que fica situada a cerca de 170 Km da cidade de Goiânia, capital.

Para fazer a inauguração dessa unidade fabril estima-se que haverá um investimento de R$ 150 milhões e a previsão da inauguração e início das atividades dessa empresa é para o ano de 2018.

O porte dessa unidade será para produção anual de 20 mil veículos, sendo que inicialmente ela produzirá a principal aposta da Zotye para o mercado nacional, que será o veículo subcompacto batizado com o nome de Z100 Logic, que chegará por aqui com versões movidas tanto a gasolina quanto elétrica. Em termos de comparação, este veículo possui o mesmo porte dos recém-lançados por aqui Fiat Mobi e do Volkswagen Up!. O propulsor que equipará este veículo será um modelo 1.0 dotado de três cilindros. Este motor terá a capacidade de entregar ao veículo uma potência máxima de 68 cavalos e um torque de 12,4 Kgfm, sendo que terá somente o câmbio manual de cinco velocidades.

Segundo as previsões feitas anteriormente pela empresa, a inserção do Z100 aqui no país está atrasada, pois era para ocorrer no ano de 2015. Apesar do contratempo, o objetivo da Zotye é iniciar as vendas deste modelo por aqui até o final do ano de 2016, mas como a unidade de fabricação nacional ainda não vai estar em funcionamento, as primeiras unidade deste subcompacto inicialmente serão trazidas diretamente da China.

O principal atrativo que este modelo irá trazer para os consumidores brasileiros será o de vir de fábrica com versões completas, tais como as primeiras versões que já foram trazidas para o Brasil para que fosse feita a homologação e já chegaram por aqui com ar-condicionado, alarme, faróis de neblina, direção hidráulica, sistema de freios ABS com tecnologia EBD, rodas de liga leve, Isofix, sensor de estacionamento a parte traseira, trio elétrico, rádio com CD MP3, além de sistema de travamento automático para as portas a 10 Km/h. A versão final que será comercializada terá, além de modificações visuais, itens essenciais como o terceiro encosto de cabeça para o assento traseiro.

Por Adriano Oliveira


Modelo manteve o mesmo design mas ganhou uma série de itens.

Nesta terça-feira, 19 de abril de 2016, a Toyota realizou o lançamento oficial do novo Toyota Etios 2017. Apesar de não possuir alterações na parte estética, saiba que o automóvel vem recheado de novidades nos outros quesitos. Dentre as principais novidades, podemos destacar: novo conjunto de motores; novas opções de câmbio, sendo o mesmo manual de 6 marchas ou automático de 4 marchas; além de pequenas mudanças em seu acabamento. A versão mais simples custa R$ 43.990, enquanto que a top de linha sai por R$ 60.825.

Um dos grandes destaques do Etios 2017 são sem sombra de dúvidas os novos equipamentos. A versão X, também conhecida como espartana, dispõe de direção elétrica, vidros elétricos, ar-condicionado, travas elétricas, além de computador de bordo.

A versão XS, por sua vez, além dos itens da versão anterior, ainda conta com: rádio com Bluetooth e USB, câmbio automático, comandos de áudio no volante, cabine com detalhes cromados e controle de cruzeiro.

Já a XLS é a versão mais completa do Etios 2017. Sendo assim, além dos itens citados nas duas versões, a XLS ainda dispõe de rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina, bancos em couro, central multimídia com a tecnologia de espelhamento de smartphone na tela e retrovisores com repetidores de seta.

Como já destacado no início desta matéria, a grande expectativa em relação a este lançamento gira em torno do novo conjunto de motores. Vale ressaltar que o conjunto manteve o deslocamento de 1.3 e 1.5 litro. Uma novidade muito interessante é que os novos motores passam a ser produzidos na sua fábrica em Porto Feliz, São Paulo. Com ainda mais tecnologia que sua geração anterior, os novos motores conseguem entregar 98 cv e 107 cv.

Um dos principais destaques dos novos motores é, sem sombra de dúvidas, a tecnologia de duplo comando variável de válvulas. Além disso, ainda podemos destacar o cabeçote de alumínio e os bicos injetores que têm como principal função o aquecimento do combustível antes mesmo da partida, com isso o tanquinho auxiliar já não é mais necessário.

O Etios 2017 também marca o fim do tradicional velocímetro analógico, haja vista a nova geração ter adotado um novo quadro de instrumentos digitais. O novo sistema dispõe de tela de 4,2 polegadas de TFT. Através desse painel você encontrará as seguintes informações: velocidade, nível de combustível, rotação do motor e a temperatura do motor.

Por Bruno Henrique


Confira aqui as principais novidades da nova Ford Ranger 2017. Modelo chega ao Brasil custando entre R$ 99 mil e R$ 179 mil.

A Ford anunciou recentemente a linha completa da nova Ranger 2017. Trata-se de uma das principais apostas da montadora estadunidense para 2016. A versão mais barata da Ranger 2017 custa nada menos que R$ 99.500 e vem equipada com motor 2.5 Flex e câmbio manual de cinco marchas.

Um dos principais destaques do lançamento é o motor Duratec 2.5 Flex, que é capaz de entregar 173/168 cv e 24,5/23,8 kgfm (etanol/gasolina). O mesmo dispõe do sistema eletrônico de partida Ford Easy Start, que possui como grande finalidade o fato de dispensar o tanquinho auxiliar de gasolina. Além disso, você também encontra a opção a diesel: 2.2 de 160 cv e 38,7 kgfm (câmbio manual de seis marchas) e 3.2 TDCi de cinco cilindros com 200 cv e 47 kgfm, acompanhado de transmissão automática de seis velocidades.

As versões XLS 2.5 Flex e 2.2 Diesel são acompanhadas de um grande número de itens de série. Dentre os quais podemos destacar: direção elétrica, computador de bordo, freios ABS com EBD, ajuste de altura e lombar do banco do motorista, retrovisores e travas elétricas, ar-condicionado, travamento automático das portas, sete airbags, volante com ajuste de altura, faróis de neblina, piloto automático, rodas de liga leve de 17 polegadas, dentre outros itens.

Já as versões XLT 2.5 Flex e 3.2 Diesel, além de possuírem os itens da versão anterior, ainda adiciona: ar-condicionado automático e digital, bancos e volante revestidos em couro, comandos de voz para áudio, painel de instrumentos acompanhado com duas telas de 4 polegadas (que são configuráveis por comandos no volante), monitoramento de pressão dos pneus, sensor de estacionamento traseiro, fechamento global das portas e vidros, dentre outros itens.

A versão Limited 3.2 Diesel, por sua vez, adiciona os seguintes itens: farol alto automático, bagageiro de teto, rebatimento e luz de aproximação, piloto automático adaptativo, rodas aro 18 polegadas, sistema de permanência em faixa, sensor de chuva, sensor de estacionamento dianteiro, ajuste elétrico do banco do motorista, retrovisores elétricos com piscas, dentre outros itens.

Confira abaixo os preços das versões da nova Ford Ranger 2017:

  • · 2.5 Flex XLS MT 4×2: R$ 99.500;
  • · 2.5 Flex XLT MT 4×2: 109.500;
  • · 2.2 Diesel XLS MT 4×4: R$ 129.900;
  • · 2.2 Diesel XLS AT 4×4: R$ 142.900;
  • · 3.2 Diesel XLT AT 4×4: R$ 166.900;
  • · 3.2 Diesel Limited AT 4×4: R$ 179.900.

Por Bruno Henrique


Modelo teve poucas mudanças e passou por um reajuste de preços.

A montadora Ford divulgou na terça-feira, dia 12, a linha 2017 dos modelos Ka e do Ka+. Os valores sofreram reajustes e o veículo passa a ser vendido a partir de R$ 41.990. Poucas mudanças ocorreram, como por exemplo, no banco traseiro (que agora será bipartido em todas as versões) e no assento central (que ganhou apoio de cabeça e cinto de segurança de 3 pontos, o que era apenas abdominal).

O Ka+ agora possui uma nova versão, a 1.5 SEL Plus, que possui sensor de ré e bancos de couro como itens exclusivos, sendo vendido por R$ 57.840.

Abaixo seguem os preços das respectivas versões do Ka:

  • SE 1.0: Com direção, ar, travas elétricas, vidros elétricos (dianteiros), rádio com Bluetooth, sistema Isofix para cadeirinhas, suporte para celular e USB. R$ 41.990.
  • SE Plus1.0: Acrescenta vidros elétricos traseiros, assistência de emergência e central multimídia com sistema Sync. R$ 44.390.
  • SEL 1.0: Acrescenta assistente de partida em rampa, farol de neblina, controle de estabilidade, além de rodas de liga leve aro 15 e retrovisores elétricos. R$ 48.140.
  • SE 1.5: Os mesmos itens do SE 1.0, porém, com motor 1.5. R$ 45.990.
  • SE Plus 1.5: Mesmos itens do SE Plus 1.0, mas com motor 1.5. R$ 48.390.
  • SEL 1.5: Mesmo pacote do SEL 1.0, com propulsor 1.5. R$ 52.140.

Preços das versões do Ford Ka+:

  • SE 1.0: Mesmo pacote do Ka SE 1.0. R$ 44.990.
  • SE Plus 1.0: Mesmo pacote do Ka SE Plus 1.0. R$ 47.390.
  • SEL 1.0: Mesmos itens do Ka SEL 1.0. R$ 51.140.
  • SE 1.5: Mesmo pacote do Ka SE 1.5. R$ 48.990.
  • SE Plus 1.5: Mesmo pacote do Ka SE Plus 1.6. R$ 51.390.
  • SEL 1.5: Mesmo pacote do Ka SEL 1.5. R$ 55.140.
  • SEL Plus 1.5: Mesmo pacote da SEL 1.5, incluindo sensor de estacionamento e bancos em couro. R$ 57.840.

A montadora também alterou o plano de revisões, tirando a dos primeiros 6 meses. Desta forma, as 3 primeiras revisões, que são necessárias para ter direito a garantia, serão feitas a cada 10 mil km rodados ou então anualmente. A primeira, de 10 mil ou 1 ano, custa R$ 268, a segunda sai por R$ 344 e a dos 30 mil km ou 3 anos custará R$ 428, representando assim uma diminuição de 32% no custo, se comparado ao plano anterior.

FILIPE R SILVA


Veículo terá três versões e será lançado oficialmente no dia 13 de abril de 2016.

Mesmo com a previsão de lançamento marcado para a próxima quarta-feira, dia 13 de abril de 2016, o mais novo lançamento da Fiat, o Mobi, já pode ser visto pelos consumidores nas diversas concessionárias da marca espalhadas pelo país, mas algumas fontes ligadas à Fiat estão afirmando que o modelo só terá a sua apresentação oficial do próximo dia 16 e alguns lojistas já estão arriscando em afirmar que o valor da versão de entrada, denominada Easy, será comercializada por R$ 28.990.

O Fiat Mobi, mais novo veículo compacto da Fiat, terá aqui no mecado nacional três versões, sendo estas denominadas: Like, Easy e Way. A versão batizada com o nome de Way terá um design mais aventureiro.

Para cumprir o seu objetivo, que é o de ser um veículo compacto e com preço abaixo dos R$ 30 mil, o Mobi, em comparação aos outros veículos, vem com um pacote de acessórios bastante reduzido, tanto que ele não possui limpador/lavador de vidro traseiro, nem grade, maçanetas e retrovisores pintados.

Com relação ao pacote de equipamentos, ele terá direção hidráulica e ar condicionado, contudo, sem direção elétrica. Outro atrativo será a presença de travas elétricas e vidros com acionamento elétrico nas portas dianteiras.

Segundo as notícias de bastidores que estão sendo divulgadas, a versão Easy On do Mobi é aguardada com um valor inferior a R$ 35 mil.

A versão intermediária denominada Like será comercializada com a presença de para-brisa degradê, preparação para som, painel com a presença de conta giros e maçanetas e retrovisores pintados na cor do carro. Caso os consumidores optem pela aquisição do Kit “On”, o veículo ganha ar, direção, vidro, trava e rodas de liga leve. Outro opcional disponibilizado é o sistema de som ou a Uconnect, central multimídia com tela de 5 polegadas, bem como GPS.

Já a versão aventureira batizada de Way virá com alguns itens da versão Like, porém, com inclusão de suspensão com uma elevação de 2 cm, caixas de roda com a presença de uma proteção plástica, calotas e rack de teto com desenho exclusivo. O kit Way On iá diposnibilizar direção hidráulica, ar-condicionado, rodas confeccionadas em liga leve com desenho exclusivo, travas elétricas e vidros elétricos nas portas dianteiras. Para ter a versão Way, que será o topo de linha do Mobi, os consumidores terão que desembolsar cerca de R$ 40 mil.

Agora só nos resta aguardar o lançamento oficial para saber maiores detalhes, bem como a confirmação dos valores deste compacto que deverá chamar a atenção de muitos consumidores.

Por Adriano Oliveira


Modelo chegará primeiro na Europa mas deverá ser lançado no Brasil para concorrer com o Novo Honda Civic.

A Toyota anda mesmo atenta com o “passo a passo” da concorrência. Na segunda metade deste ano, a décima geração do Honda Civic deve dar as caras em terras nacionais, como já foi anunciado pela fabricante. A Toyota, por sua vez, para não ficar para trás, já começou a trabalhar no Corolla. A montadora resolveu alterar a parte da frente nos modelos comercializados na Europa e também nos Estados Unidos. A expectativa é que essa modificação não demore a chegar ao Brasil.

Essas mudanças para o Corolla 2017 foram apresentadas primeiro no Corolla europeu. Vale lembrar que antes da alteração essa versão era igual ao modelo vendido aqui. Com a reestilização o carro agora tem novos faróis, lanternas com luzes de led, ligeiras modificações na grade e novas rodas e maçanetas.

A lista de itens de segurança oferecida junto com o modelo também recebeu um pequeno acréscimo. Nessa parte entram a frenagem automática para risco de colisão, comutação automática entre fachos alto e baixo, alerta para saída da faixa e leitura de placas da via.

A versão desenhada para os consumidores norte americanos conta com uma grade mais ampla e com os faróis relativamente menores que os mostrados no Corolla 2017 europeu. Curiosamente quem conhece o Toyota Prius e o Mirai pode encontrar algumas semelhanças entre estes modelos e aquele. O carro tem também leds para luz diurna nas extremidades de seu para-choque. Essa “característica” já vem sendo usada no mercado por outra concorrente: a Volkswagen.

Indo para os itens de série, bem como os opcionais, vamos encontrar para a versão americana o sistema Safety Sense-P, que agrega o controlador de distância à frente, assistente de farol alto, frenagem automática e alerta para faixa.

Para o mercado americano a Toyota ainda tem outra novidade. Para dar início as comemorações por lá dos seus 50 anos, a montadora anunciou que irá lançar a série especial 50th Anniversary Edition. A produção será limitada a um número máximo de oito mil unidades. Entre os principais diferenciais dessa série de aniversário estão as rodas aro 17, os bancos de couro e o teto solar.

Até o momento a Toyota não informou com mais detalhes quando as novidades chegarão ao mercado brasileiro. Mas considerando o andamento das coisas, estima-se que isso também ocorra no segundo semestre de 2016.

Por Denisson Soares


Sete veículos serão oferecidos no Leilão virtual da Receita Federal.

Já pensou em comprar veículos através de um leilão virtual? Nesta quarta-feira, dia 16, você poderá participar de um, promovido pela Receita Federal. Serão disponibilizados sete veículos que foram abandonados ou apreendidos em ações realizadas pelo órgão. Entre as possíveis aquisições estão: uma van, dois micro-ônibus, além de quatro carros de passeio. Todos os veículos serão repassados da mesma forma em que foram encontrados, ou seja, não haverá nenhum tipo de manutenção antes de chegar às mãos dos novos donos.

Quem pode participar?

Se você ficou interessado na oportunidade, saiba que podem participar do leilão empresas e consumidores de toda parte do país. Os lances iniciais têm valores que variam de R$ 5 mil (como é o caso de um Ford Fiesta, 2006) a R$ 18 mil (valor orçado, por exemplo, para o micro-ônibus Ford Transit, 2010). Para conhecer a lista com os veículos que se encontram à venda e verificar a sua preferência, basta consultar o site da Receita. O endereço é http://zip.net/bwrg1g.

Como funciona o leilão?

Vamos ao passo a passo para entender como funciona o leilão virtual de veículos? Primeiro é necessário ser portador de um certificado digital válido, que é uma espécie de CPF ou CNPJ de caráter eletrônico. Somente com este certificado é possível fazer alguma proposta. Para adquirir este registro, acesse o link dos Correios: http://zip.net/bkqtZT.

Na sequência, o candidato à compra se direciona ao Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (eCAC), através do site http://zip.net/bxp7kj. Lá, estará disponível a opção intitulada "Sistema de Leilão Eletrônico". Logo depois de identificada esta etapa, clique na opção selecionar o edital de Leilão nº 430100/0001/2016 e selecione “Incluir Proposta”.

As propostas classificadas farão parte de uma sessão pública de lances, que ocorrerá às 10h, desta quarta-feira, dia 16.

Onde retiro o automóvel?

Caso o seu lance for responsável pela aquisição de algum dos veículos anunciados, fique atento. Uma observação importante é que após a realização do leilão, os compradores deverão buscar os veículos, que se encontram alocados no depósito Santo Amaro, em Recife, Pernambuco. O endereço é Avenida da Saudade, 314. Informações pelos telefones: (81) 3316-3840 e (81) 3316-3765.

Boa sorte!

Por Erica Cristina Gomes

 

Receita Federal


Confira aqui um comparativo entre o Renault Duster Oroch e o Fiat Toro.

Inegavelmente nós brasileiros somos apaixonados por futebol, mas por carros também. E para os mais apaixonados, aqueles que amam uma novidade no mercado e que acima de tudo amam uma disputa entre modelos que trazem conforto e agilidade para o dia a dia, nós trazemos um novo combate entre dois veículos que estão agitando o mercado automobilístico brasileiro. Estamos falando do Renault Duster Oroch (lançado no final de 2015) e do Fiat Toro (que foi lançado em Fevereiro de 2016).

Cada uma da marcas obviamente descreve seu modelo de acordo com suas expectativas de atingir o mercado. A Fiat garante que seu modelo tem a atratividade não somente no design, mas também no desempenho que o público procura. Já a Renault afirma que o Duster Oroch garante a versatilidade de um Pick-up acompanhada do conforto de um SUV. Mas qual é de fato o melhor? E mais importante, qual atende à sua necessidade de proprietário? Para responder estas perguntas, confira abaixo um comparativo entre os veículos:

Preço:

A diferença em valores dos dois carros é mínima. Na versão básica, o Duster Oroch tem preço estimado de R$ 70.000,00, enquanto que o Fiat Toro custa R$ 69.000,00. Para as versões Top de Linha, os preços estimados são de R$ 100.000,00 e R$ 115.000,00 respectivamente.

Versão, Potência e Câmbio:

O Duster é fabricado nas versões 1.6 e 2.0, com potência de 115 cv e 148 cv. Quanto ao câmbio, ele é manual e tem 5 ou 6 marchas. Já o Fiat Toro também possui versões 1.6 e 2.0, com potência de 115 cv e 145 cv, respectivamente. Mas o Fiat Toro traz uma novidade com os câmbios que são de 6 marchas para a versão manual e 9 marchas para o automático.

Economia/Consumo:

Ambas as Pick-ups contam com o abastecimento Flex, o que pode não trazer grandes diferenças no modelo no que diz respeito a consumo. Segundo estimativas, o consumo médio de ambos os modelos pode chegar a 7km/l em vias urbanas e 9,5km/l em estradas, tomando por ideia o abastecimento a gasolina.

Desempenho:

Tanto o carro da Fiat quanto o da Renault poderão apresentar o mesmo desempenho, que poderá variar de 0 a 100 km/h em intervalo de 12 a 13 segundos, sendo a velocidade máxima atingida de 180 km/h.

Por Jaime Pargan


Modelo possui alta mobilidade e foi desenvolvido para funcionar 100% com energia elétrica.

Ótimas notícias para quem sonhar em ter seu carro importado, mas se sentia consumido pelo alto valor dos impostos embutidos na aquisição. Graças à medida que vigora desde de Outubro de 2015, os veículos de propulsão elétrica ou movidos a hidrogênio passam a ter isenção de pagamento do IPI (Imposto Por Importação) que antes era de 35%.

Lógico que essa mudança aquece a venda de importados, uma vez que as montadoras passam a ter a chance de ampliar seu portfólio de clientes. E a Kia não perdeu essa oportunidade de oferecer produto de qualidade a um mercado de potenciais clientes ávidos pela conquista de seu importado.

Com isso, a marca anunciou a venda do EV, uma nova versão do Soul, antigo modelo da marca. Já é sabido que o modelo terá uma pegada ecológica que tem sido muito aceita em épocas onde as pessoas estão mais atentas a ações que favoreçam a manutenção do meio ambiente, assim, o EV conta com grades dianteiras fechadas que não necessitam de refrigeração. Atenção também às rodas que recebem um desenho menos convencional e o acabamento interior possui revestimento em cores claras, como aconteceu com o Nissan Leaf e o Toyota Prius, a fim de consumir menos energia o carro possui os componentes tecnológicos produzidos em telas OLED.

Embora design não seja o ponto forte do EV, a mobilidade é o que o define. Desenvolvido para funcionamento 100% em energia elétrica, a ideia é reduzir a zero a emissão de poluentes. As características do carro apontam capacidade de atingir até 245km/h, torque de 29Kgfm e potencia de até 110cv.

Segurança também não passou despercebida pela Kia no desenvolvimento do EV que emite alerta sonoro quando o carro caminha em baixa velocidade, despertando a atenção dos pedestres.

A recarga completa da bateria é atingida com 24 horas com fonte de 120v. Já com fonte de 240v é possível atingir o total de carga em até cinco horas, entretanto consegue-se atingir 80% desta capacidade com recarga de 33 minutos.

A Kia ainda não informou data, tão pouco valores aos quais o modelo será vendido no Brasil, entretanto especialistas acreditam que o preço pode chegar até R$ 100.000,00.

Por Jaime Pargan

Kia EV

Kia EV

Fotos: Divulgação


Picape foi lançada em duas versões: Volcano e Freedom.

Após dois anos sendo projetada, a grande fabricante Fiat lançou a tão esperada picape Toro. Projetada, ilustrada e fabricada no nosso país, o novo carro é denominado pelos maiores executivos da montadora como o grande marco dos últimos anos de fabricação.

O veículo foi lançado no Brasil com duas opções distintas de acabamento sendo elas as esperadas Volcano e Freedom, outra novidade também são os quatro tipos de conjuntos do sistema mecânico que dá aos fãs de carros ainda mais fascínio. Referente ao início da comercialização do novo modelo, de acordo com a fabricante, se iniciará neste mesmo mês, inicialmente com o preço à vista de R$ 76.500, a versão que está no topo será vendida por R$ 116.500.

De acordo com o programa Autoesporte exibido pela Rede Globo, sortudos que já tiveram a oportunidade de dirigir o novo carro afirmaram que a nova picape causa muito deslumbre pelo seu modelo, que dá ao motorista muito conforto para dirigir em grandes metrópoles como SP. Outro atributo interessante é o espaço interno que conforta tranquilamente quatro passageiros. Porém, também foram relatadas características negativas a direção (eles afirmam que ela poderia ser mais direta com o aumento de velocidade), e a tela interna que é muito pequena para o valor do veículo.

Referente ao modelo Freedom foi dada a informação de que é muito completo sendo formado por vários equipamentos de alta segurança, também é importante ressaltar as comodidades como o rádio com dispositivo Bluetooth e com entrada para dispositivo USB, também se encontra computador de bordo, ar condicionado e vários outros equipamentos de muito conforto e praticidade. Não podemos nos esquecer também dos itens de segurança que são surpreendentes como, por exemplo, cintos de segurança muito bem desenvolvidos, sistema de mais alta qualidade para cadeirinhas infantis, entre outros.

Foi informado pela Fiat que o carro estará disponível nas lojas em uma linha limitada, nomeada como Opening Edition. Que é composta por diferentes adereços extremamente modernos em seus equipamentos altamente pensados e planejados. Um de seus dados como diferencial é a roda diamantada e retrovisores muito modernos feitos na cor do modelo além de vários outros adereços. Também haverá algumas características únicas e completamente exclusivas que fazem parte da customização, que estarão presente na parte interna e externa do modelo foi informado pelos executivos que esta edição estará disponível no valor de R$ 84.400 como modelo de estreia. 

Por Jéssica Posenato

Fiat Toro 2016

Fiat Toro 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo que será lançado na América do Sul traz um design mais aproximado do modelo disponível nos Estados Unidos.

Foram divulgadas na noite do dia 14 de dezembro as primeiras fotos da nova Ford Ranger que será lançada para a América do Sul. As imagens da picape haviam sido divulgadas apenas no Salão de Frankfurt, e na Tailândia. A previsão de chegada da Ford Ranger para o mercado nacional é apenas para o ano que vem.

O veículo terá como sede da produção a Argentina e, portanto, a divulgação das primeiras imagens ocorreu lá. A versão demonstrada foi a Limited, que representa o top de linha do modelo, que virá com cabine dupla.

Em comparação com a Ford Ranger 2015, a nova picape traz um design mais aproximado do modelo disponível nos Estados Unidos. A grade teve suas dimensões reduzidas e está apresentando um formato hexagonal. Os faróis estão mais afilados, e o para-choque está todo repaginado. Outra novidade é a cor, que é apresentada nas imagens com um tom vermelho toscana.

Ainda pelas fotos, é possível notar que o motor segue sendo o de 3.2 com cinco cilindros a diesel, que fornece ao automóvel uma potência de 200 cavalos. A nova Ranger vem com tração nas 4 rodas, e transmissão automática para 6 diferentes velocidades.

A montadora Ford afirmou, também, que fez um grande investimento na Planta de Pacheco, que fica nas redondezas da capital argentina, para aumentar a capacidade e a qualidade de produção dos veículos da marca. O investimento foi estimado em cerca de US$ 220 milhões, o que equivale a R$ 851 milhões em conversão direta.

Com este lançamento, a Ford aumenta para seis o número de novidades para chegarem ao Brasil no ano que vem. Alguns deles, além da própria Ford Ranger, temos o New Fiesta, que virá com o novo motor 1.0 EcoBoost Turbo, a EcoSport, o Fusion, que serão remodelados, trazendo um design inovador para os veículos. Outro destaque entre os lançamentos é a chegada do Ford Edge, que está previsto para chegar entre os meses de abril a junho.

Por Igor Furraer

Ford Ranger

Ford Ranger

Fotos: Divulgação


Versão Volcano da picape foi vista rodando nas ruas.

A nova picape da grande e renomada fabricante de veículos automotores Fiat, a Toro, já está sendo produzida a todo vapor na unidade da empresa na cidade de Goiana (PE), sendo que exemplares definitivos dessa picape já foram visualizados rodando em vias públicas.

O modelo que pode ser visualizado nas ruas, até o presente momento, é o da versão Volcano, o qual é equipado com uma transmissão do tipo automática, dotada de nove marchas e tração nas quatro rodas. Na ocasião em que o exemplar desse lançamento foi visto rodando pelas ruas, estava com um papel em que se encontrava escrito “carro em G”, dando a entender que esta frase teria relação com o tipo de combustível que estava no tanque no veículo.

Ao que tudo indica, este motor que estava em uso não seria o modelo movido a diesel 2.0 Multijet, mas, provavelmente, o propulsor 2.0 Tigershark, dado a introdução do sistema de transmissão de nove marchas da ZF, do mesmo modo que ocorre no Jeep Cherokee, por exemplo.

O visual dessa nova picape Toro irá trazer vários detalhes cromados, bem como a tampa de carga que é bipartida. Além da capota marítima, a Toro Volcano terá inclusive rack no teto com acabamento prateado. Os únicos acessórios que o modelo não dispõe é a grade proteção no vidro de trás, nem o santantonio com personalização.

Na parte dianteira, os destaques do veículo ficam por conta do posicionamento mais baixo dos faróis, assim como os repetidores de direção separados e elevados. As bonitas e elegantes rodas do veículo dão um charme a mais e são de liga leve no tamanho aro 18.

Já o sistema de suspensão deixou a picape bastante elevada em relação ao solo, fator este que fez com que o veículo assumisse um design muito mais robusto.

Logo, vale ressaltar que estas são somente as primeiras impressões e visualizações dessa picape que foi vista em via pública e sem sombra de dúvidas teremos muitas outras novidades antes do lançamento oficial deste modelo.

Por Adriano Oliveira

Fiat Toro

Fiat Toro

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: