Chevrolet Classic Fora de Linha



  

General Motors encerra produção do Chevrolet Classic. Modelo será substituído pelo Prisma Joy.

A Chevrolet anunciou que a linha Classic vai sair de circulação no final de 2016. O carro, que já foi chamado de Corsa Sedan, ainda tem cerca de cinco mil unidades em estoque e, pelos números das vendas recentes do veículo, esse estoque será o suficiente para abastecer o mercado por ainda dois meses. A versão sem ar condicionado é vendida por R$ 32.670, enquanto a versão com ar condicionado está saindo por R$ 33.670.

A extinção do Classic coincide com o lançamento do Prisma Joy, novo veículo de entrada da Chevrolet no país. A General Motors fechou uma parceria com a montadora chinesa SAIC de mais de US$ 500 milhões para a produção de uma plataforma de baixo custo. O projeto, chamado GEM (Global Emerging Markets), tem como alvo os mercados emergentes globais da América Latina, Ásia, África e Oriente Médio, ele será o responsável por aposentar o Classic, o Onix, o Prisma, o Sail e o Sonic. A nova plataforma pretende lançar oito novos modelos de veículos, dos quais dois sedans, para substituir o Classic. Um dos objetivos é aumentar a produção nesses mercados. Hoje, o Chevrolet Classic tem uma produção anual de cerca de 50 mil unidades. Com os oito novos modelos, a General Motors esperar aumentar a produção para 1,8 milhão de unidades anuais, sendo 550 mil delas só na América Latina.

A tendência é que a Chevrolet se transforme numa fabricante de compactos premium, seguindo a linha da japonesa Honda e das francesas Peugeot e Citroen. De acordo com Jaime Ardila, ex-presidente da montadora na América do Sul, existe a possibilidade de que a GM não lance mais nenhum subcompacto de entrada e saia do mercado de entrada no Brasil, já que, segundo ele, o consumidor brasileiro tem preferido modelos mais conectados e bem equipados, como o Onix com MyLink, cita ele.





O Chevrolet Classic está há 21 anos no mercado brasileiro. Originalmente conhecido como Corsa Sedan, o carro passou a se chamar Corsa Classic em 2002 e ganhou o nome atual em 2003. Durante esses 21 anos, ele teve versões com motor 1.6 (até 2006) e 1.0. Em 2010, o veículo passou por uma reformulação grande, que trouxe mudanças significativas tanto na dianteira quanto na traseira do carro. O Classic é um dos veículos mais vendidos no Brasil, sendo o preferido das frotas de táxi.

Renato Senna Maia



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *