Chery iniciará em 2016 as exportações do modelo Celer



  

O modelo Celer começará a ser exportado para os países vizinhos em 2016.

A Chery Automobile, empresa chinesa de fabricação de automóveis, deverá iniciar suas exportações a partir de 2016 em países vizinhos do modelo Celer, o qual está sendo montado em Jacareí, cidade do interior de São Paulo, onde está instalada a sede da fábrica da empresa no Brasil.

A empresa iniciou suas atividades no Brasil no ano de 2009, e instalou seu primeiro escritório na cidade de Salto, interior de São Paulo, onde funciona todas as aplicações administrativas da empresa no momento. No mês de abril do ano de 2014, a Chery realizou a inauguração de sua primeira indústria fora da China, em Jacareí, interior de São Paulo. A empresa chinesa já fez seu primeiro fornecedor na Argentina, e agora pretende negociar com importadores interessados em outros países da América Latina como o Uruguai, a Colômbia e o Peru.

A Chery Brasil pretende nessa primeira oportunidade exportar mais de um milhão de unidades do modelo Celer, e se a premissa for boa, este número tenderá a aumentar proporcionalmente de acordo com as montagens, que se iniciam em 2016, e isso cabe a outros modelos também, como o QQ e o Tiggo 5.





O vice-presidente da empresa, Luis Curi, disse recentemente em entrevista que a produção de carros em 2015 foi equivalente a cinco mil unidades e que no ano de 2016 este número deverá ser aumentado para 8 ou 10 mil unidades fabricadas, as quais deverão estar devidamente prontas para a exportação. Ainda em relação ao número de unidades fabricadas, o vice-presidente ainda relatou que as negociações já se encontram em estágio avançado, e que há a intenção de instalar uma espécie de parque de fornecedores nas imediações da fábrica, o qual será um conglomerado com 25 empresas no total, sendo elas todas chinesas, e fornecerão peças e acessórios em forma de abastecimento para a indústria da Chery Brasil.

Por Daniela Almeida da Silva

Chery Celer 2016

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *